terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A Defesa Civil de Petrópolis torna público o seu Protocolo de Operações



A Defesa Civil de Petrópolis torna público o seu Protocolo de Operações


A Defesa Civil de Petrópolis torna público o seu Protocolo de Operações, baseado nos registros pluviométricos, nas previsões meteorológicas e nos avisos gerados pelos principais Órgãos de Meteorologia do País, bem como os repassados pela Secretaria Estadual de Defesa Civil e Secretaria Nacional de Defesa Civil.
video
 

SERRA GANHA SISTEMA DE ALERTA CONTRA ENCHENTES






F L U V I O M E T R O















P L U V I O M E T R O

COMEÇAM A FUNCIONAR EM PETROPOLIS 20 ESTAÇÕES QUE MEDEM INTENSIDADE DAS CHUVAS E CAPACIDADES DE VAZÃO DOS RIOS.

O SISTEMA DE 24 HORAS VAI ALERTA A POPULAÇÃO PARA EVITAR NOVA TRAGÉDIA.

ALERTA PARA EVITAR NOVAS TRAGADEIRAS..........

SERRA GANHA SISTEMA DE ALERTA DE CHEIAS, QUE VAI AVISAR A DEFESA CIVIL DOS MUNICÍPIOS SOBRE INTENSIDADE DAS CHUVAS E AUMENTO DO NÍVEL DOS RIOS.

O INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE (INEA) APRESENTOU, ONTEM, O SISTEMA DE ALERTA DE CHEIAS EM PETROPOLIS, UMA DAS CIDADES DA REGIÃO SERRANA QUE FOI AFETADAS FORTES CHUVAS EM JANEIRO.

O SISTEMA FUNCIONA 24 HORAS E É COMPOSTO DE 20 ESTACÕES PLUVIOMÉTRICAS, QUE MEDEM A INTENSIDADES DAS CHUVAS, E FLUIOMETRICAS, QUE MEDEM A CAPACIDADE DE VAZÃO DOS CURSOS D'AGUA.

O OBJETIVO DA INICIATIVA É ALERTAR A POPULAÇÃO SOBRE O AUMENTO DO NÍVEL DOS RIOS E EVITAR QUE NOVAS TRAGEDIAS OCORRAM, COMO A DO INICIO DO ANO, NA QUAL MAIS DE 900 PESSOAS MORRERAM NA SERRA.

SEGUNDO A VICE-PRESIDENTE DO INEA, DENISE RAMBALDI, O SISTEMA TRANSMITE, A CADA 15 MINUTOS, POR CELULAR, COM MENSAGENS SMS, INFORMAÇÕES SOBRE AS CONDIÇÕES DO TEMPO E DO AUMENTO GRADUAL DO NIVEL DA ÁGUA DOS RIOS PARA A CENTRAL DE PROCESSAMENTOS DE DADOS DO INEA.

O ALERTA ENTÃO E EMETIDO PARA A DEFESA CIVIL DO MUNICÍPIO PARA QUE A RETIRADA DAS PESSOAS SEJA REALIZADA.

"QUEM OPERACIONALIZA TODO O SISTEMA DE DESOCUIPAÇÃO DE MARGENS DE RIOS OU ENCONSTAS É A DEFESA CIVIL DO MUNICIPIO. O INEA PROPORCIONA TODA A INFORMAÇÃO NECESSÁRIA PARA A TOMADA DE DECISÃO DO ORGÃO", EXPLICOU DENISE.

APÓS A TRAGÉDIA DE JANEIRO, O NUMERO DE ESTAÇÕES DO SITEMA DE ALERTA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, PASSOU DE 10 PARA 62.

NA SERRA SÃO 36, SENDO 20 EM PETROPLIS, 10 EM FRIBURGO E SEIS EM TERESOPOLIS.

ONTEM DIA 27 DE DEZEMBRO, FORAM LIBERADOS 30 MILHOES DE REAIS, PELA UNIÃO, PARA OBRAS DE DRAGAGEM, RECUPERAÇÃO DE MARGENS E CONSTRUÇÃO
DE PARQUES FLUVIAIS NA SERRA, NAS AREAS ATINGIDAS PELAS CHUVAS.

@METRORIO
@AGENCIA BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário